terça-feira, 13 de abril de 2010

O meu primeiro post

Olá. Este é o meu blog. Uma primeira informação sobre mim: não tenho jeito para começar textos. Especialmente textos que vão servir de primeiro post para um blog. Por isso, se tiverem sugestões de inícios de primeiro post mais interessantes e menos idiotas que este, enviem-mas por mail ou deixem-nas nos comentários. Da próxima vez que começar um blog vou de certeza precisar delas.

Dito isto, se calhar era simpático dizer alguma coisa sobre este blog. Criei-o por algum motivo obscuro que agora não me recordo; possivelmente para falar um pouco de mim e da minha vida, entre outras coisas (o que, pensando bem, é bastante egocêntrico, criar um blog para falar de mim, mas enfim, não vos obrigo a ler, pois não?). Por isso não sei bem o que daqui vai sair, ainda, mas provavelmente devia dizer uma ou duas coisas sobre mim que ajudem a dar sentido a algumas coisas que vou aqui escrever.

1) Sou um estudante no 1º ano da faculdade, na área das ciências (se quiserem que seja mais específico, adicionem-me, o meu mail está no perfil, basta clicarem ali ao lado!). Digo isto simplesmente por ser informação que, não dizendo muito sobre mim, já diz alguma coisa e ajuda a perceber (pelo menos um pouquinho) quem eu sou.

2) Sou bissexual. Esta é provavelmente a informação sobre mim que será mais relevante para este blog, acho eu. Há muita coisa que vou dizer aqui que não diria noutras circunstâncias, e só a poderão perceber se souberem que, para além de gostar muito do sexo feminino, também gosto bastante do sexo masculino, e que isso tem alguma influência na minha vida e na minha visão das coisas.

3) Gosto de escrever, mas não tenho tanto tempo nem tanta inspiração como gostaria. Isto serve de aviso, caso não actualize o blog durante mais tempo do que devia, mas garanto que vou fazer um esforço para ir dizendo qualquer coisa regularmente.

4) O título do blog diz muito sobre mim, mais do que eu poderia explicar. Mas, resumidamente, significa que estou sempre a procura de qualquer coisa (não estamos todos?), no sentido em que é raro, ou tem sido raro até hoje, sentir-me completamente satisfeito. Sinto frequentemente que me falta qualquer coisa, embora na maioria dos casos não saiba bem o que é. Enfim, espero que posts futuros esclareçam melhor esta questão.

Bem, penso que por agora é tudo. Fiquem atentos, eu vou dizendo qualquer coisa, e se quiserem também dizer alguma coisa, comentem ou adicionem-me, eu gosto de ter feedback.

Cumprimentos,
F.

1 comentário:

  1. Já sou fã e apesar de não teres nenhuma sugestão de início resolves te a situaçao muito bem.
    Muito bem gostei ^^

    ResponderEliminar